• Afonsinho: uma luta cinematográfica

    Afonsinho: uma luta cinematográfica5

    O ano é 1975. Moraes Moreira, após deixar os Novos Baianos, foi encostar no famoso teto da General Severiano, 40, acolhido pelo anfitrião Afonso Celso Garcia Reis, que àquela altura já era o Afonsinho, do Botafogo, do exílio no Olaria, da conquista do passe livre – a libertação do jogador, que deixava de ser uma

    LER MAIS
  • Um Loco Divino

    Um Loco Divino2

    Um treinador não é melhor por seus resultados nem por seu estilo, modelo ou identidade. O que tem valor é a profundidade do projeto, os argumentos que o sustentam, o desenvolvimento da ideia. Eu posso valorizar projetos antagônicos. O que nunca poderei substituir são as convicções. Cabeça baixa, olhar fixo no chão, o rosto como

    LER MAIS
  • Arena ganha jogo?

    Arena ganha jogo?0

    O 7×1 jamais sairá da memória futebolística popular. O calendário já deu uma volta inteira e já voltamos a ver outro certame tradicional, a Copa América, que voltou ao Chile após 24 anos. Para além dos guias que destrincharam jogadores, treinadores e seleções,  em uma ótima prévia do que poderemos ver nas Eliminatórias que começam em setembro,

    LER MAIS
  • Ecos de Nuñez e a nova Colômbia

    Ecos de Nuñez e a nova Colômbia0

    Aquele 5 de setembro de 93… A partida perfeita diante da Argentina, válida pelas Eliminatórias da Copa do Mundo de 1994, marcou o início do fim de uma das seleções mais carismáticas e talentosas que o futebol já viu. Enquanto empilhava gols no Monumental de Nuñez com surpreendente facilidade – foram cinco no total –

    LER MAIS
  • Laranjeiras, Esquinas e Trinta Anos de Sonho

    Laranjeiras, Esquinas e Trinta Anos de Sonho0

    “Um quibe. Nada para beber”. Dou a nota de dez, comemoro que ela não perguntou se quero a nota fiscal paulista – estou no Rio, oba – e assisto o pouco apetitoso salgado ir ao micro-ondas. Começa a contagem regressiva e a lanchonete, instalada debaixo da arquibancada do estádio das Laranjeiras, tem uma súbita queda

    LER MAIS
  • Quando Éramos Reis

    Quando Éramos Reis7

    Bartô está furioso. Não bastasse a missão de comandar a defesa do Club Athletico Paulistano na primeira partida da excursão à Europa enfrentando de cara, em Paris, a seleção da França, o zagueiro sofre com o gramado castigado num lamaçal causado pela neve. Toda a defesa, aliás, cai em escorregões na primeira parte do confronto,

    LER MAIS